Aquela noite foi um sonho. Detalhes perfeitos, o momento perfeito, com aparentemente a pessoa perfeita. Não era um sonho, era real, e eu sorria por isso. A manhã do dia seguinte, assim como em toda a vida, assim como em todos os sonhos eu acordei. Acordei e você não estava lá. Acordei daquele sonho que você plantou em mim naquela noite, acordei e vi que tudo voltou a ser apenas o mundo real. 
          Me levantei, tomei uma chuveirada, mas não conseguia ficar irritada com você. Você me fez ter uma noite inteira de sonho. Eu tinha que trabalhar para conseguir pagar meu aluguel, tinha que trabalhar para pagar nossa cama. Como eu amava dividi-la com você. Fui cantarolando pelas ruas Beyoncé, Crazy In Love, quando eu vi você saindo do MEC de rua, com seu milk shake nas mãos. Nosso primeiro encontro foi neste mesmo MEC. Fui saltitando até você, com aquele sorriso gigante no rosto, quando eu a vi. A vi saindo da dentro da lanchonete, sem nada nas mãos, porque aparentemente, ela era bulímica e anoréxica e não deveria comer nada que a fizesse estrebuchar em uma  privada. Mas certo, este não foi o maior dos problemas, pelo menos não para mim. O problema foi ela ter te beijado. Vocês se beijaram de uma maneira gostosa, se o seu beijo fosse comigo, claro! Essa foi a resposta de ter saído tão cedo da minha cama. Saiu para ficar com ela. 
          Uma lágrima brotou e pude perceber que aquele sonho que você plantou, foi apenas um sonho. Uma ilusão, e como toda a ilusão, acabou, me deixando só, nessa realidade que machuca.

                                                                                                         F'Gomes.

2 Comentários

  1. você que escreveu ? ficou bem legal

    garotamoderninhaa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os textos são meus. Que bom que gostou! =>

      Excluir

Me Diga o Que Achou do Post!